Chapa 2 é escolhida em eleições preliminares para reitoria da UFSCar nos próximos quatro anos

Apesar da escolha da comunidade, três nomes são indicados ao governo federal para definição final que deve ser anunciada até dezembro.

Tradicionalmente, a chapa vencedora é aceita.

Campus da UFSCar em São Carlos 2020 Gabrielle Chagas/G1 A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) divulgou, na quarta-feira (6), o resultado das eleições preliminares para a reitoria.

Com 66,66% dos votos, a chapa 2 – representada pelo docente do departamento de física, Adilson de Oliveira, e chamada por ‘Juntos pela UFSCar’ – foi vencedora. De acordo com o regulamento, a eleição ainda não decide quem será o reitor da universidade.

Após a homologação do resultado, que deve acontecer na próxima reunião do conselho, o colégio eleitoral da UFSCar indica as três chapas para que o governo federal decida quem será o novo reitor.

Tradicionalmente, o escolhido pela comunidade universitária é aceito pelo governo para comandar administração geral da instituição.

O resultado final deve ser anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em dezembro e a chapa escolhida deve administrar todos os campi da instituição por quatro anos. Resultados A votação foi realizada de segunda (3) a quarta-feira (5) e reuniu 20.018 votos de docentes, servidores e alunos da UFSCar. Com 23,59% dos votos, a chapa 3 chamada de ‘Construir Juntos’ e representada pela atual reitora da UFSCar, Wanda Aparecida Machado Hoffmann, ficou em segundo lugar.

Já a chapa 1, batizada como ‘Por uma UFSCar Notável’ e representada pelo docente Fernando M.

Araújo-Moreira, foi a menos votada, com 9,37% dos votos.

151 pessoas votaram em branco. A comunidade e as chapas que não ganharam a eleição podem interpor recursos quanto aos resultados preliminares até sexta-feira (7) às 17 horas.

As informações e o regulamento estão disponíveis no site das eleições. Carta aberta Adilson Jesus Aparecido de Oliveira, candidato a reitor da UFSCar Reprodução/Facebook No site e nas redes sociais, a ‘Juntos pela UFSCar’ divulgou uma carta aberta e agradeceu aos 7.569 votos dos docentes, servidores e alunos da universidade.

A nota também aborda o pedido ao governo federal para que a escolha da comunidade universitária seja respeitada na definição final da nova reitoria, como foi feito nos últimos processos eleitorais.

Veja a nota na íntegra: "Com sentimentos de agradecimento, esperança e, sobretudo, de compromisso e responsabilidade, vimos a público neste momento para uma primeira mensagem a TODA a comunidade da UFSCar – TAs, docentes, estudantes – e, também, para um chamado à comunidade acadêmica de todo o País e, de modo mais abrangente, à sociedade brasileira. Agradecemos, inicialmente, às nossas apoiadoras e aos nossos apoiadores, pelo voto depositado na urna mas, muito mais, pela construção coletiva de uma campanha que rapidamente se caracterizou, de um lado, pelos desejos expressos na hashtag #UFSCarSemÓdioSemMedo, e, de outro, pela defesa intransigente e, ao mesmo tempo, dialógica e feliz, dos princípios tantas vezes repetidos ao longo das últimas semanas: democracia, inclusão e excelência, significando também compromisso, sensibilidade e conhecimento. Agradecemos também à comunidade universitária como um todo e aos colegas das chapas 1 e 3, pela oportunidade do debate democrático sobre os rumos da nossa tão querida Instituição, no momento em que ela completa 50 anos e se prepara para os próximos 50.

É nosso compromisso manter e qualificar cada vez mais este espaço de debate, para a construção deste futuro com base em consensos que nos permitam superar a polarização que aflige não apenas a UFSCar, mas nosso país e o mundo. Este foi um processo que se deu em uma condição excepcional de emergência em saúde mas, também, educacional e econômica que, para além de ter nos mantido fisicamente distantes ao longo dos últimos meses e, assim, de toda a campanha, nos coloca desafios há pouco tempo inimagináveis enquanto país e como humanidade, desafios estes que só poderão ser superados com a participação da instituição universitária, do conhecimento, da Educação, da Ciência e da Tecnologia.

Estamos certos de que a UFSCar contribuirá enormemente para tanto, e só o poderá fazer com a possibilidade de participação de todas e todos que a constroem diariamente e daqueles que vierem fazer parte desta comunidade, que esperamos ver cada vez mais diversa, nos próximos anos. Por fim, é preciso registrar que o processo não está terminado.

Está previsto que o Conselho Universitário (ConsUni) realize reunião nos próximos dias para homologação dos resultados da pesquisa, e é urgente que o Conselho defina o quanto antes também a data do Colégio Eleitoral e as regras para a sua constituição e condução, o que idealmente já estaria estabelecido neste momento.

No Colégio, responsável legal pela constituição das listas tríplices a serem enviadas à Presidência da República, nossa expectativa é que seja respeitada e garantida a vontade da comunidade universitária, inequivocamente expressa na pesquisa eleitoral, como sempre ocorreu na UFSCar, inspiração e referência para tantas outras instituições brasileiras.

Para tanto, para que seja honrada esta tradição democrática, apenas a chapa vencedora, a Chapa 2 Juntos pela UFSCar, deverá ser considerada para a constituição destas listas. Na única ocasião em que esta vontade não foi respeitada, em 1982, em que a indicação do nome do saudoso Prof.

William Saad Hossne foi desconsiderada e, em seu lugar, nomeado um interventor, a comunidade da UFSCar se ergueu em luta que se manteve firme por mais de um ano e registrou de forma irrevogável e definitiva na história desta Universidade o seu compromisso com a defesa da Democracia.

O nome do interventor, por sua vez, só é lembrado por esta condição, e não por quaisquer realizações acadêmicas que porventura tenha colecionado. Assim, é também para conclamar ao acompanhamento destas próximas etapas e à defesa desta história e, assim, da Democracia, que nos manifestamos aqui hoje, para convidar esta comunidade universitária a vir conosco e, junto com ela, que venham também todas as pessoas comprometidas com a defesa da autonomia universitária, do conhecimento livre e, em última instância, com o resgate dos processos democráticos em nosso país! Reitor indicado, Reitor eleito, Reitor empossado! São Carlos, Araras, Lagoa do Sino e Sorocaba, 6 de agosto de 2020. Chapa 2 Juntos pela UFSCar" Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Categoria:SP - São Carlos e Araraquara